ÁREA DO ASSOCIADO

  • Conectar-se
  • Edição 17

    ANO VI - OUT/2020

    /

    Panorama

    Um mercado pronto para a “grande virada”

    em 30 de Outubro de 2020

    Os números do Panorama 2020 da Participação Privada no Saneamento trazem uma base de dados para conferir os avanços já conquistados e mensurar o crescimento do setor nos próximos anos, com a maior participação da iniciativa privada aguardada após a aprovação do novo marco legal.

    O Panorama 2020 da participação privada no saneamento já está disponível para download (aqui). Com informações atualizadas, o anuário da ABCON SINDCON compila indicadores da iniciativa privada no saneamento e será a referência para medir o avanço desse segmento nos próximos anos, quando se aguarda grande expansão de investimentos para que o Brasil alcance a universalização dos serviços de água e esgoto até 2033.

    Confira a seguir os principais números da publicação.

    Atendimento

    O Brasil segue estagnado, com indicadores muito críticos: pouco mais da metade da população é atendida por rede de esgoto. 88 milhões de brasileiros sequer têm o esgoto coletado.

    Mercado

    A participação dos operadores privados de saneamento no mercado brasileiro por municípios é de 5,2%. Apesar de minoritária, a iniciativa privada investe historicamente cerca de 20% do total de recursos investidos no setor.

    Tarifa

    Mesmo realizando um investimento por ligação de água e esgoto muito acima da média nacional, as empresas privadas possuem tarifas abaixo das companhias estaduais e apenas 8% superior à média nacional.

    Saúde

    A maior redução de internações motivadas por doenças hídricas nos últimos dez anos ocorreu em municípios com concessões privadas de saneamento (69% em dez anos).

    Educação

    Na pré-escola da rede pública, a internet está presente em 61% dos casos, enquanto apenas 36% das escolas estão ligadas à rede de esgoto.

    Universalização

    Segundo estimativa da consultoria KPMG, é preciso um investimento de R$ 753 bilhões nos próximos 13 anos para que o Brasil consiga universalizar o saneamento no país.

    Novos contratos

    O número de PMIs cresceu com a perspectiva da entrada em vigor do novo marco, assim como as novas concessões à iniciativa privada. Em 2019, foram 23 novos contratos, o melhor desempenho nos últimos cinco anos.

    Concessões privadas

    Um quarto de século após iniciarem suas primeiras concessões, os operadores privados de saneamento estão presentes em 291 municípios (40% deles são de pequeno porte).

    Investimentos comprometidos

    Os operadores privados já possuem R$ 41 bilhões de investimentos comprometidos em serviços de água e esgoto espalhados por todo o país.

    Compartilhe: