ÁREA DO ASSOCIADO

  • Conectar-se
  • Edição 18

    Ano VIII - Abril 2021

    /

    Associação

    Preparada para um novo mercado

    em 28 de Abril de 2021

    ABCON SINDCON conclui planejamento estratégico e elenca prioridades para alcançar ainda maior relevância no cenário futuro do saneamento 

    A ABCON SINDCON tem um plano estratégico definido para os próximos três anos. As diretrizes adotadas pela entidade foram concebidas para nortear as ações de representatividade do segmento privado das operadoras de saneamento no novo cenário que se configura com a aprovação consumada e a regulação em curso da Lei 14.026/20, novo marco regulatório do setor. O propósito da associação é viabilizar as condições para que a iniciativa privada seja protagonista na universalização do saneamento básico no país. 

    No âmbito externo, a expectativa dos associados é que essa atuação incisiva e proativa da ABCON SINDCON amplie oportunidades de mercado, com credibilidade e transparência entre os diferentes interlocutores do setor. Internamente, a entidade passará por uma verdadeira revolução, a fim de se modernizar e acompanhar a necessidade de atualização frente as diversas demandas que afetam a relação da associação com seus públicos-alvo. 

    “Um dos projetos prioritários da ABCON SINDCON é o incremento dos padrões de compliance e governança”, revela Percy Soares Neto, diretor executivo da entidade. “Teremos um patamar mínimo de padrões éticos a serem rigidamente observados na associação, tanto interna quanto externamente. Para efeito externo, o compliance será uma barreira de entrada. Nossos associados precisarão demonstrar comprometimento com essas regras mínimas compartilhadas pela entidade”, explica. 

    Como exemplo, Percy adianta que uma das medidas já definidas para o novo código de ética da ABCON SINDCON é que não será possível ter empresas fornecedoras do setor entre os associados, que, por sua vez, também deverão ter seus próprios códigos de ética alinhados com a entidade. 

    A associação fará um esforço para qualificar os representantes e oferecer modelos aos filiados que eventualmente não possam arcar com os custos da implantação do compliance em suas estruturas. “Vamos ter um curso de capacitação aberto a todos os associados”, adianta Percy. 

    Segundo ele, a transparência com os stakeholders caminha passo a passo com o compliance. Hoje, tudo é transparente na ABCON SINDCON. Na prática, estamos implantando um modelo de transparência integral”, assegura ele. 

    O presidente do conselho de administração da ABCON SINDCON, Carlos Henrique da Cruz Lima, lembra que existe uma grande e salutar preocupação das empresas não apenas com os aspectos de compliance, mas também com tecnologia de ponta, formação de mão-de-obra qualificada e por uma intensa interlocução das entidades com os importantes stakeholders do mercado. “Particularmente, acompanho nossa entidade há 25 anos e pude constatar, para minha satisfação, que este foi o melhor trabalho estratégico desenvolvido por nossos sócios”, afirma.

    Segundo ele, o planejamento estratégico que passa a ser executado reflete o desejo de seus associados de verem crescer de forma unida a entidade no cenário pós-promulgação do marco regulatório do saneamento. 

    “O crescimento esperado do mercado exigirá também um aumento de musculatura para que tenhamos essa sintonia com as empresas sócias, permitindo que haja um olhar atento e vigilante para o real cumprimento da nova lei e decretos afins, com vistas à universalização dos serviços, trazendo em seu bojo a participação relevante da iniciativa privada nesse processo”, completa Carlos Henrique. 

    Ele acentua que, diante do desafio de manter o fortalecimento e a coesão da representação empresarial, a ABCON SINDCON terá que atender muito bem os seus associados em todos os aspectos e momentos, independente do porte de cada um deles. “Teremos uma entidade forte e atuante no enfrentamento das diversas questões que certamente virão nos próximos anos”, assegura. 

    Compartilhe: