ÁREA DO ASSOCIADO

  • Conectar-se
  • Edição 08

    ANO III - ABR A JUN/2017

    /

    Editorial

    Hora de investir

    em 16 de Abril de 2017

    ALEXANDRE LOPES
    Presidente do SINDCON

    No Brasil, praticamente todas as residências possuem um telefone celular, mas 17% desses domicílios ainda não tem acesso à água potável. Isso sem mencionar o nosso déficit de tratamento e coleta de esgoto, que é muito maior do que o aceitável.

    Graças à regulação e à presença efetiva da iniciativa privada, a telefonia conseguiu em menos de duas décadas aquilo que o saneamento espera atingir há muito tempo: a universalização dos serviços.

    Mas essa história de atraso pode estar com os dias contados. De um ano para cá, aumentou bastante a conscientização da sociedade sobre a urgência de levar o pleno saneamento à população, como forma de garantir mais saúde e qualidade de vida a todos.

    E, com o debate promovido a partir dessa necessidade, cresceu a percepção de que a iniciativa privada é uma alternativa cada vez mais imprescindível, não apenas para acelerar os investimentos, mas também promover a gestão que vai permitir com que mais brasileiros tenham acesso aos serviços básicos de água e esgoto.

    A expectativa é que tenhamos novas concessões privadas surgindo em um futuro próximo. Essa expansão significa aumento de responsabilidade para nós do SINDCON, que temos como uma de nossas missões capacitar os recursos humanos que atuam em nosso segmento.

     

    Dessa forma, em 2017, o Sindicato pretende multiplicar suas ações e consolidar muitas das iniciativas que já vinham sendo realizadas e que demonstraram ter grande impacto entre nossos associados, tais como o Prêmio Sustentabilidade e os cursos de capacitação. O MBA, em parceria com a Trevisan Escola de Negócios, que inicia em abril, e os cursos EAD (já apresentados na última edição da revista) são exemplos de novas frentes de atuação que prometem render bons frutos.

    Como profissional que atua há vários anos no setor, sinto-me estimulado a contribuir com o avanço do saneamento neste novo cenário. E, como dirigente do SINDCON, acredito que nossos associados também estão vivendo essa expectativa.

    Por parte do Sindicato, faremos todos os esforços para municiar nosso pessoal com as ferramentas que abrirão as portas do crescimento pessoal e profissional.

    Compartilhe: