ÁREA DO ASSOCIADO

  • Conectar-se
  • Edição 12

    ANO IV – AGO A NOV/2018

    /

    Tecnologia

    A “Meca” do saneamento ambiental

    em 09 de Outubro de 2018

    Lermontov; “Recomendo a participação dos formadores de opinião neste tipo de evento.”

    A IFAT (Feira Internacional para Gestão de Água, Esgoto, Lixo e Resíduo) é considerada a maior feira de saneamento ambiental do mundo. E isso não é força de expressão. Quem já esteve neste evento, que acontece de dois em dois anos em Munique, na Alemanha, sabe do que estamos falando.

    “É até difícil escolher o que visitar em um evento da dimensão da IFAT. São mais de 3.300 expositores, o que significa que a IFAT é quase 15 vezes maior do que qualquer evento brasileiro de grande porte dedicado ao saneamento e meio ambiente”, comenta André Lermontov, conselheiro do SINDCON. “Num evento nacional, em uma tarde você visita tudo. Na IFAT, no último dia você ainda precisa correr para tentar dar conta do que está exposto”, compara ele.

    Para quem visita a IFAT pela primeira vez, a dica de Lermontov é chegar à feira com um roteiro já definido. Em maio, ele esteve em Munique para participar do evento pela quarta vez, e agora comenta para a Revista Canal o que viu de mais interessante na IFAT 2018:

    Delegação brasileira na IFAT 2018

    “No primeiro dia fomos recebidos pelo comitê de boas vindas da Messe München e dos organizadores da IFAT que nos passaram as principais diretivas do evento. Também foi um momento de networking de várias empresas que vieram do Brasil.”

    “São 18 pavilhões internos, fora a área externa, com demonstrações ao vivo de superestruturas e diversos caminhões. Para ir de uma entrada a outra direto é mais fácil utilizar o transporte público, ou seja, o metrô, do que ir andando.”

    “Um aspecto interessante deste ano é que a IFAT deve duas seções distintas. A área com empresas do setor de água ficou do lado oeste, e as empresas de resíduos sólidos estiveram concentradas no lado leste.”

    “Ao longo do tempo, foi possível identificar diversas tendências neste evento. Oito anos atrás, o foco inovador era a recuperação de recursos (Resource Recovery), hoje já consolidado na Europa. Neste ano, as principais novidades estavam na autossuficiência energética e veículos elétricos.”

    “Na área de água, notamos cada vez mais o uso de elevatórias prontas, tipo plug ’n’ play, que dispensam a construção em concreto, economizando recursos e tempo na execução. Entretanto, três empresas já apresentaram soluções tecnológicas de elevatórias secas, ou seja, elevatórias para operarem em formato de “booster”. Com uso de tecnologia e automação, as empresas já estão trazendo soluções inovadoras na coleta de esgoto.”

    “A IFAT 2018 também serviu para consolidar uma certeza: Cada vez mais a IoT – Internet das Coisas – e a Revolução 4.0 estão tomando conta deste nosso setor. Recomendo muito que pessoas de tomada de decisão participem deste tipo de evento, a m de abrir novos horizontes e tendências na área do saneamento e meio ambiente.”

    Compartilhe: