ÁREA DO ASSOCIADO

  • Conectar-se
  • Programa Água de Valor ganha Prêmio Firjan Ambiental 2020

    01/12/2020

    O Água de Valor visa a aumentar a eficiência dos sistemas de distribuição de água, com o objetivo principal de reduzir as perdas nas concessionárias.

    O Programa Água de Valor, do Grupo Águas do Brasil, ganhou o Prêmio Firjan Ambiental 2020, na categoria “Águas e Efluentes”. O evento foi transmitido de forma on-line pelo canal no YouTube da Firjan, no dia 13 de novembro. O objetivo da premiação é conhecer as melhores práticas empresariais de desenvolvimento sustentável no estado do Rio de Janeiro.

    Desenvolvido em todo o Grupo, o Água de Valor visa a aumentar a eficiência dos sistemas de distribuição de água, com o objetivo principal de reduzir as perdas de água, além de melhorar a medição e o controle para que se possa garantir as necessidades de abastecimento de água da população atual sem prejudicar a garantia desse direito às gerações futuras.

    Além do vencedor, o Grupo teve outros três projetos finalistas. Águas do Paraíba concorreu com o projeto sobre redução de perdas de água em comunidades, também na categoria “Águas e Efluentes”. Já na categoria “CEE e Eficiência Energética”, foram finalistas Águas de Juturnaíba, com a implantação de um novo regime de operação de unidades de bombeamento de água, e Águas do Imperador, com a implementação de soluções energeticamente eficientes em unidades de bombeamento.

    O presidente do Conselho de Administração do Grupo Águas do Brasil, Carlos Henrique da Cruz Lima, representou o programa Água de Valor na premiação.

    “O Grupo Águas do Brasil está muitíssimo honrado de receber o prêmio Firjan Ambiental 2020, especialmente no ano em que aprovamos o Marco Regulatório do Saneamento, permitindo que os serviços de água e de esgoto se universalizem até 2033. Teremos água para 99% da população e 90% de esgoto coletado e tratado: números esses que a cidade de Niterói, por exemplo, já detém, inclusive, com a redução de perdas – hoje, a média nacional é de 50%. Em Niterói, que é o case de maior sucesso do estado do Rio de Janeiro, essas perdas são menores do que 20%. Parabenizo também as demais concessionárias que foram finalistas com projetos de grande importância para as cidades onde atuam e para o Grupo”, concluiu Carlos Henrique.

     

    Compartilhe: