ÁREA DO ASSOCIADO

  • Conectar-se
  • Mauá: estação tratará 100% do esgoto

    05/11/2014

    Mauá: estação tratará 100% do esgoto

    Mauá, na grande São Paulo, deverá entregar em 8 de dezembro deste ano a ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) que tratará 100% do esgoto coletado no município a partir de janeiro de 2015. Uma das maiores dificuldades da universalização do esgotamento sanitário são as ocupações irregulares que dependem de obras de urbanização para terem a coleta.

    Em vez de depender da urbanização, a Odebrecht Ambiental, concessionária privada de serviços de saneamento no município, implantará duas tecnologias capazes de coletar e tratar 100% do esgoto nas comunidades: tubulações ferrocimento e captação em tempo seco.

    “Queremos despoluir os córregos e rios completamente, mas sem coletar o esgoto das ocupações irregulares isso não seria possível”, analisou Viviane Cristina de Moraes, gerente de Operações da Odebrecht.

    A captação de esgoto em tempo seco (a céu aberto) atenderá aqueles moradores de ocupações irregulares que jogam seus esgotos nas galerias pluviais. A tecnologia será realizada em 400 imóveis. “Já fizemos seis das oito obras que serão necessárias na cidade”, revelou Lucas Pereira, analista de redes da Odebrecht.

    Já o ferrocimento são canos de PVC (plástico) revestidos com argamassa armada que serão colocados paralelamente às margens dos córregos e rios para afastar os esgotos despejados diretamente pelas casas.

    “A primeira obra da cidade foi iniciada agora em outubro e abrange a avenida João Miranda e as travessas Roseli Ferreira e Passaretti, no Jardim Esperança”, explicou Pereira. A tecnologia deverá ser implantada em 3,3 mil imóveis, com investimento de R$ 3 milhões. As intervenções devem durar três anos.

    Até o momento, graças ao investimento de R$ 170 milhões que o município realiza para a construção de coletores troncos, interceptores, estações elevatórias e da própria ETE para afastar os esgotos dos rios e córregos, Mauá já conseguiu despoluir 4,8 km de trechos de córregos.

    (Publicado pelo jornal ABCD Maior)

    Compartilhe: