ÁREA DO ASSOCIADO

  • Conectar-se
  • Redução de perdas de água tratada supera meta contratual em Cuiabá/MT

    14/05/2021

    Da troca de redes antigas ao combate de “gatos”, programa da Águas Cuiabá começa a gerar resultados positivos.

    Ponto desafiador do saneamento cuiabano, a redução no índice de perdas de água tratada deixa de ser anseio e se torna fato. Conforme estabelece o contrato de concessão dos serviços de água e esgoto, a capital mato-grossense deveria chegar, em abril de 2021, a 64% de perdas – mas o índice alcançado é de 57,81%. Além de superar a meta fixada, o resultado representa uma importante conquista para o município e é fruto das ações do Programa de Combate a Perdas, desenvolvido pela Águas Cuiabá. A meta da concessionária é ficar abaixo da média nacional – fixada em 38%.

    A concessionária, que faz parte do Grupo Iguá, assumiu os serviços de saneamento básico da capital mato-grossense no primeiro semestre de 2017. Desde então, focada em entregar qualidade e cumprir as determinações contratuais, a empresa vem trabalhando na constante expansão e melhoria dos sistemas de água e esgoto. No que se refere à água tratada, a primeira etapa das ações consistiu em garantir a continuidade no abastecimento, razão pela qual a duplicação da Estação de Tratamento de Água Lipa e a construção da ETA Sul entraram no rol de investimentos prioritários. Paralelamente, a concessionária implantou o Programa de Combate a Perdas, tendo percorrido toda a cidade para diagnosticar demandas e providenciar soluções. Em 2020, algumas localidades chegaram a ser vistoriadas duas vezes, tendo sido pesquisados 3,9 mil km de redes.

    Levantamento feito pelo programa apontou a necessidade de substituir 3,7 mil metros de tubulações antigas, 100% delas localizadas na região central. “Estruturas desgastadas pelo tempo costumam apresentar quebras com frequência, gerando vazamentos, que são classificados como ‘perdas reais’ de água tratada”, explica o coordenador de distribuição, Heron Lima. Além de instalar novas redes, a concessionária também reduziu para oito horas o tempo médio de reparo de vazamentos.

    Outra importante medida operacional foi a implantação de 36 Distritos de Medição e Controle nos sistemas de abastecimento Lipa e Sul. Metodologia de eficiência operacional, os DMCs permitem o monitoramento de microrregiões de abastecimento, sendo aparelhados para transmitir ao Centro de Controle Operacional (CCO) informações precisas sobre o volume e a pressão da água que está sendo transportada. Entre as próximas ações, estão previstos novos 83 DMCs para os Sistemas de Abastecimento Central e Tijucal, totalizando cerca de 120 pontos de controle na capital.

    Fraudes

    O combate ao crime de furto de água tratada tem avançado graças à parceria entre concessionária e forças de Segurança Pública. De 2017 até agora, as ações conjuntas de “caça-gatos” já finalizaram 17.656 ligações clandestinas, contribuindo com a diminuição das chamadas “perdas aparentes”. Neste período, o furto de água gerou a abertura de Boletins de Ocorrência junto à Polícia Judiciária Civil.

    “O sucesso na redução de perdas de água é um desafio brasileiro e está diretamente ligado a um conjunto de ações que requerem investimentos robustos e excelência em gestão de saneamento. Nossa meta é avançar ainda mais e transformar Cuiabá na grande referência nacional em soluções para o saneamento básico”, pontua o diretor geral da Águas Cuiabá, William Figueiredo, enfatizando que a redução de perdas é um importante vetor de sustentabilidade socioambiental. “A água tratada tem que sair da ETA e chegar à torneira – não pode ficar pelo caminho. É para isso que trabalhamos. Cada litro importa.”

    Sobre a Águas Cuiabá

    Por meio de concessão plena com validade de 30 anos, a Águas Cuiabá assumiu os serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário na capital matogrossense em 2012. A empresa atende a 613 mil pessoas e tem como objetivo universalizar o acesso da população à água de qualidade e à coleta e tratamento de esgoto. Desde 2017, faz parte da Iguá Saneamento, companhia que está presente em 37 municípios brasileiros e que alcança 6 milhões de pessoas com o compromisso de ser a melhor empresa de saneamento para o Brasil.

    Sobre a Iguá Saneamento

    A Iguá é uma companhia de saneamento, controlada pela IG4 Capital, que atua no gerenciamento e na operação de sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário por intermédio de concessões e de parcerias público-privadas. Atualmente, está presente em 37 municípios de cinco estados brasileiros – Alagoas, Mato Grosso, Santa Catarina, São Paulo e Paraná – por meio de 18 operações que, somadas, beneficiam cerca de 6 milhões de pessoas. O alcance dos serviços prestados pela companhia a coloca entre os principais operadores privados do setor de saneamento do país. Em 2020, a Iguá aderiu à Rede Brasil do Pacto Global, iniciativa da Nações Unidas (ONU) para mobilizar a comunidade empresarial na adoção e promoção, em suas práticas de negócios, de Dez Princípios universalmente aceitos nas áreas de direitos humanos, trabalho, meio ambiente e combate à corrupção. A companhia foi eleita, em 2020, pelo quarto ano consecutivo, uma ótima empresa para se trabalhar pela consultoria Great Place to Work (GPTW). Atualmente, emprega cerca de 1,5 mil pessoas. O nome Iguá é uma referência direta ao universo em que atua: em tupi-guarani, “ig” quer dizer água.

     

    Fonte: Portal Saneamento Básico. 

    Compartilhe: