ÁREA DO ASSOCIADO

  • Conectar-se
  • Doenças associadas à falta de saneamento são temas do Dia Mundial da Saúde

    15/04/2021

    Entre os desafios da data está a ausência de banheiros em 1,7 milhões de casas no Brasil

     Na última quarta-feira, 7, comemorou-se o Dia Mundial da Saúde, data global instituída pela Organização Mundial da Saúde (OMS) afim de reforçar a conscientização a respeito do tema e promover ações voltadas à preservação da saúde coletiva. Segundo a OMS, existe uma relação direta entre saúde e saneamento básico, pois a cada R$1 investido em esgotamento sanitário, água potável e coleta de lixo, outros R$4 que seriam destinados à saúde são economizados.

    O diretor da Atibaia Saneamento, Mateus Banaco, alerta sobre os riscos da precariedade no atendimento da população com coleta e tratamento de esgoto e, principalmente, a ausência de banheiros nas residências. “Vemos uma lista grande de doenças associadas à privação do saneamento básico. Muitos desses problemas poderiam ser evitados se houvesse infraestrutura básica, mas infelizmente temos milhões de brasileiros que ainda não têm acesso a um banheiro”, explica Banaco. De acordo com o Trata Brasil, mais de 5 milhões de pessoas no Brasil não tem um banheiro em casa. Em um panorama mundial, as mortes por doenças associadas ao contato com dejetos humanos ou contaminação por defecação a céu aberto chegam a um milhão por ano. A OMS ainda divulgou que 88% das mortes por diarreias no mundo são decorrentes da falta de banheiro adequado, sendo que, 84% destas mortes são de crianças.

    Diante disso, os esforços para o avanço e qualidade nos serviços de saneamento são necessários. Conforme dados do IBGE, em 2013, no município de Atibaia, a parcela das casas sem banheiro de uso exclusivo correspondia a 0,2% das habitações.

    Já em 2018, 100% das moradias foram contabilizadas com a estrutura básica. “Trabalhamos em prol do avanço dos serviços de saneamento básico no município, contribuindo para que haja mais saúde e dignidade para toda a população”, comentou o diretor.

    Compartilhe: