ÁREA DO ASSOCIADO

  • Conectar-se
  • Impacto dos investimentos em abastecimento de água e esgotamento sanitário na cadeia produtiva do setor

    09/10/2020

    INTRODUÇÃO

    O impacto social e ambiental dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário é de amplo conhecimento da sociedade. Contudo, há também um impacto econômico do setor, com geração de empregos e renda, que precisa ser mais bem avaliado, especialmente no contexto de retomada do crescimento econômico.

    O setor de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto representa 0,58% do PIB¹ – R$ 39,9 bilhões – e, por conta de sua capilaridade, tem uma relevante cadeia produtiva com um potencial multiplicador da economia que beneficia diretamente a população local. Tanto a construção civil quanto a indústria de máquinas e equipamentos, principais setores industriais impactados pelos investimentos em saneamento, contratam mão de obra local e geram renda direta nos municípios em que atuam.

    Além da capilaridade para a geração de emprego, os investimentos em saneamento geram impactos em uma longa cadeia produtiva como, por exemplo, na fabricação de produtos de metal com a produção de reservatórios metálicos e tubos que, por sua vez, serão demandantes da indústria de aço e alumínio. Há também aumento na demanda pela fabricação de produtos de plástico e borrachas, como tubulações e válvulas, assim como na indústria de materiais não metálicos que produz cimento e concreto. Outro setor relevante é a indústria eletroeletrônica, com a demanda por quadros de comando, automações, materiais de instalação e telemedição. Em suma, há toda uma cadeia produtiva extremamente relevante que é acionada ao se investir em abastecimento de água e esgotamento sanitário.

    Adicionalmente aos efeitos oriundos dos investimentos, há também uma série de setores impactados pelo aumento da operação, como é o caso da indústria química, que é demandada para a fabricação de cloro e polímeros, do setor elétrico e da prestação de serviços às empresas.

    Com o intuito de demonstrar os impactos dos investimentos (CAPEX) sobre a demanda pelos produtos e serviços da indústria de máquinas e equipamentos e da construção civil, a ABCON – Associação Brasileira das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto estimou o efeito multiplicador do setor com base na Matriz Insumo-Produto Nacional do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

    1 – Estimativa Abcon com base nos dados do Sistema de Contas Nacionais – IBGE.

    Veja a íntegra da análise conjuntural aqui!

    Access the PDF of the English version

    Compartilhe: