ÁREA DO ASSOCIADO

  • Conectar-se
  • Falta de saneamento em áreas irregulares gera perda de R$ 2,5 bilhões/ano em grandes cidades

    18/05/2016

    áreasirregularesA ABCON participou no dia 16 de maio da mesa-redonda em que o Instituto Trata Brasil apresentou estudo inédito sobre o saneamento em áreas irregulares. Segundo o levantamento, as grandes cidades do Brasil deixam de arrecadar R$ 2,5 bilhões ao ano por causa da falta de saneamento nessas áreas.

    Considerando os cem maiores municípios do País, estima-se uma perda mínima anual de faturamento com água de R$ 1,2 bilhão. Quanto a esgoto, caso houvesse a universalização dos serviços em favelas e ocupações, o incremento de receita é estimado em, no mínimo, R$ 1,3 bilhão por ano.

    “Sem dúvida, resolver essa questão do saneamento nessas áreas é algo que traria grandes benefícios para toda a sociedade. A solução implica segurança jurídica e passa por um diálogo com o Poder Concedente e com o Ministério Público”, defendeu o presidente executivo da ABCON, Roberto Muniz, que representou a entidade no encontro.

    Foto: Fábio Franci/Instituto Trata Brasil

    Compartilhe: