ÁREA DO ASSOCIADO

  • Conectar-se
  • Demanda por água pode aumentar quase 80% até 2040 no Brasil

    31/08/2020

    A demanda por água potável no Brasil pode crescer quase 80% nas próximas duas décadas, como resultado de fatores econômicos, demográficos e climáticos, o que pressionará ainda mais a ainda incipiente rede de saneamento básico do país

    Esta é a conclusão de um estudo conduzido pelo Instituto Trata Brasil com a Ex Ante Consultoria, que estimou cenários de demanda hídrica futura com o objetivo de fornecer insumos para o planejamento e a expansão dos serviços básicos de saneamento.

    Considerando apenas o crescimento da economia e da população, os brasileiros demandarão 14,3 bilhões de m3 de água até 2040, um montante 43,5% superior àquele demandado e efetivamente fornecido em 2017 (10 bilhões de m3). Em termos práticos, isso significa que o Brasil precisaria de 4,4 Sistemas Cantareiras cheios adicionais só para atender à demanda nova por água.

    Além do crescimento econômico e demográfico, a demanda hídrica será afetada por fatores climáticos e pelo desperdício de água – hoje, o Brasil perde quase 40% da água potável produzida. Considerando estas observações, a demanda hídrica no país em 2040 pode chegar a 17,6 bilhões de m3, 76% a mais que a água entregue em 2017.

    “É importante destacar que esse efeito não é homogêneo no país. Não vai ter problema nenhum com escassez de água na Amazônia, no Pantanal e no litoral. Mas, na região semiárida, a gente vai ter um ‘problemão’. Vai faltar recurso hídrico de forma sistemática”, explicou Fernando Garcia, principal autor do estudo, ao G1, complementando que se “tem que investir muito para correr atrás disso. Tem que racionalizar, pois tem um desperdício muito grande. E tem que monitorar o aquecimento global e os impactos locais e fazer políticas para mitigar esses efeitos”.

    Fonte: Neo Mondo

    Compartilhe: