ÁREA DO ASSOCIADO

  • Conectar-se
  • Contrato prevê 98% do esgoto de Vila Velha tratado em 10 anos

    02/02/2017

    Parceria Público-Privada entre governo, Cesan e empresa foi assinada. Contrato tem duração de 30 anos.

    O governo do estado assinou, nesta terça-feira (31), o contrato de concessão administrativa com uma empresa privada para ampliação, manutenção e operação do sistema de esgotamento sanitário de Vila Velha. A previsão é que a cobertura do sistema seja ampliada de 56% para 98% em 10 anos. O contrato tem duração de 30 anos.

    A empresa escolhida foi a Vila Velha Ambiental, do Grupo Aegea. A parceria é para tornar mais rápida a universalização do sistema de esgotamento sanitário para a população. O mesmo já foi feito no município de Serra.

    Os investimentos previstos no Plano de Universalização do Saneamento para Vila Velha são da ordem de R$ 684 milhões, aplicados pela Cesan e por meio de parceria com o Banco Mundial.

    Do total, R$ 408 serão implementados pela Concessionária nos primeiros dez anos de contrato. Outros R$ 277 milhões serão executados nos próximos cinco anos pela Cesan, por meio do contrato de parceria com o BIRD.

    30 bilhões de litros de esgoto a menos

    O presidente da Cesan, Pablo Andreão, informou que serão 30 bilhões de litros de esgoto a menos sendo lançados no meio ambiente.

    “Mesmo com os desafios da crise hídrica e econômica estamos conseguindo fazer os investimentos. Serão 600 milhões de reais para Vila Velha universalizar o esgotamento em 10 anos. Mas antes disso perceberemos os benefícios”, disse.

    Andreão lembrou ainda da necessidade de colaboração da população com o projeto. “Vamos precisar de muita parceria da população e das equipes envolvidas, pois serão 643 km de redes implantadas em uma cidade já conformada”, pontuou.

    Segundo o presidente da Cesan, outro diferencial deste investimento é que as seis estações de tratamento de esgoto serão transformadas em duas e já estarão preparadas para que o esgoto tratado seja utilizado como água de reúso para fins mais nobres como rega de jardins e até uso industrial.

    Vila Velha possui em 2016, segundo dados do IBGE, 479.664 habitantes, população que será beneficiada pelo projeto em seu início, chegando a mais de 600 mil habitantes em 2045. Atualmente, a cidade é atendida por nove Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) e, atualmente, 24 mil imóveis estão ligados à rede, devendo chegar a 85 mil ao final da parceria.

    Os municípios de Cariacica e Viana, na Grande Vitória, serão os próximos a ter parceria público-privada para o saneamento básico.

    “Aqui estamos dando um salto. Buscamos o capital privado para modernizar a infraestrutura. Não vamos parar por aí. Vamos modelar Cariacica e Viana para realizar uma nova PPP do Saneamento Básico nestes municípios”, explicou o governador Paulo Hartung.

    A universalização da coleta e do tratamento de esgoto também representa economia na saúde pública, pois estudos apontam que a cada R$ 1 investido em saneamento, são economizados R$ 4 em remédios.

    Compartilhe: