ÁREA DO ASSOCIADO

  • Conectar-se
  • BRK Ambiental utiliza tecnologia para melhorar abastecimento no município

    06/11/2018

    A BRK Ambiental, concessionária responsável pelos serviços de água e esgoto de Sumaré, utiliza um equipamento chamado datalogger para monitorar o abastecimento no município e assim adotar medidas para aprimorar a distribuição de água tratada aos moradores.

    O equipamento é instalado na torneira interna mais próxima ao cavalete para monitorar o abastecimento da casa do cliente. As informações de pressões são enviadas de forma instantânea para a central de monitoramento de abastecimento do município, que funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana.

    A partir das informações obtidas pelo datalogger, é possível verificar o comportamento do sistema de abastecimento de água 24 horas/dia, bem como a sua continuidade e, além disso, identificar o horário exato em que há ou não oscilações no abastecimento.

    “Com os dados obtidos online, conseguimos realizar ações de forma antecipada para reduzir ou eliminar  oscilações no abastecimento de água”, destaca Cléber Salvi, Gerente de Operações da unidade.

    Os dados extraídos do equipamento são transformados em gráficos que demonstram os horários e pressões com exatidão, permitindo assim a elaboração de estudos e melhorias em determinada região do município.

    Como funciona o monitoramento

    O datalogger possui uma conexão a torneira do cliente para circulação da água e monitoramento do abastecimento. Também há uma antena para captura de sinal de internet para captar e enviar os dados obtidos à concessionária que consegue acompanhar o abastecimento online, bem como extrair o histórico de informações de determinado período.

    Melhorias alcançadas

    Com o apoio do equipamento e outras ações de monitoramento realizadas pela BRK Ambiental, já foi possível identificar a necessidade de ações para melhorar o abastecimento em nove pontos da cidade.

    São nove novas redes que estão sendo instaladas desde outubro de 2017 e que beneficiarão cerca de 26 mil famílias de 38 bairros. A previsão é que até o final de 2018, R$ 3,1 milhões tenham sido investidos em 8 km de novas tubulações. Três delas, do Jardim Paulistano, Parque Itália e Amélia e Viel já estão em operação e os moradores já relatam a melhora no abastecimento.

    Compartilhe: