ÁREA DO ASSOCIADO

  • Conectar-se
  • Água tratada chega pela primeira vez aos moradores de Buritis, em Rondônia

    07/01/2016

    Aegea irá investir mais de R$ 78 milhões na universalização do sistema de saneamento básico do município

    A primeira fase do trabalho realizado pela Águas de Buritis, concessionária da Aegea, possibilitou o abastecimento de água, com qualidade e regularidade, para 1.785 residências, um marco para a população de Buritis que nunca teve acesso à água tratada. Foram mais de 30 mil metros de rede de água entregues, além da construção e reforma de adutoras, do sistema de captação no rio Candeias e da Estação de Tratamento de Água (ETA), bem como a modernização do laboratório para análises diárias da água oferecida. A concessionária também iniciou a construção de um reservatório com capacidade de 2 milhões de litros.

    Antes da execução destas obras, o uso de poços rasos era a única alternativa do município, o qual já havia sido acionado diversas vezes pela Defesa Civil Estadual devido a contaminação do lençol freático, que coloca em risco a saúde da população. A realidade de Buritis começou a mudar quando o poder executivo autorizou a Aegea a iniciar a construção do sistema de abastecimento de água. Com oito meses de trabalho, a concessionária ultrapassou a meta inicial de 20% de cobertura do abastecimento de água, durante o primeiro ano de concessão, atingindo os 25% do serviço.

    Nos próximos anos, a Aegea investirá mais de R$ 78 milhões na construção de redes de abastecimento de água e de coleta e tratamento de esgoto do município. “Estes resultados são apenas o começo do trabalho da Aegea para universalizar o saneamento básico e melhorar a qualidade de vida dos moradores de Buritis. A ausência de água e esgoto tratados pode causar doenças e, como consequência, afetar o desempenho escolar e a produtividade no trabalho, além de impactar negativamente na valorização dos imóveis e na exploração do potencial econômico da região”, diz Hamilton Amadeo, CEO da Aegea.

    A universalização do serviço de saneamento básico em Buritis trará benefícios imediatos para a saúde das pessoas, principalmente na redução de doenças de veiculação hídrica, como a diarreia, e, consequentemente, irá contribuir para a diminuição dos gastos do município com saúde. O investimento em um sistema de esgotamento sanitário adequado também irá ajudar a proteger rios, córregos e reservas de água subterrânea, que ficarão livres de contaminação por esgoto sem tratamento.

    Buritis, que conta com 32.383 habitantes, vivencia um momento histórico, passando a integrar a lista das raras cidades de Rondônia que possuem acesso a água tratada. Com 60% dos moradores sem cobertura de água tratada e apenas 2,8% da população com coleta de esgoto, Rondônia é o estado com índices de saneamento básico comparáveis aos números do Brasil de 50 anos atrás, segundo estudo de 2013 do Instituto Trata Brasil, que tem base nos indicadores do Sistema Nacional de Informações do Saneamento (SNIS) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ainda de acordo com o estudo, o tratamento de esgoto é um serviço que não existia em 2012 para várias cidades de Rondônia. A capital, Porto Velho, é a pior colocada no ranking de saneamento básico que cobre os 100 maiores municípios do país, além de registrar perdas de 70% da água tratada pela Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia (CAERD).

    Sobre a Aegea

    A Aegea Saneamento e Participações S.A. é uma companhia brasileira de saneamento básico que atende cerca de 3,6 milhões de pessoas em 43 municípios de oito estados brasileiros. Atua como administradora de concessões públicas, operando em todos os processos do ciclo integral da água – abastecimento, coleta e tratamento de esgoto. A Aegea foi criada em 2010 como holding de saneamento do Grupo Equipav, que acumula mais de 50 anos de experiência na área de infraestrutura e quase dez anos de atuação na área de saneamento.

    Em Rondônia, a Aegea já atende o município de Pimenta Bueno (33.822 habitantes) e também iniciará trabalhos em Rolim de Moura (50.648 habitantes).

    Compartilhe: