Deprecated: Function eregi() is deprecated in /home/storage/a/91/30/abcon2/public_html/ena/noticia.php on line 31

Warning: strtotime(): It is not safe to rely on the system's timezone settings. You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. We selected the timezone 'UTC' for now, but please set date.timezone to select your timezone. in /home/storage/a/91/30/abcon2/public_html/ena/noticia.php on line 47

Warning: date(): It is not safe to rely on the system's timezone settings. You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. We selected the timezone 'UTC' for now, but please set date.timezone to select your timezone. in /home/storage/a/91/30/abcon2/public_html/ena/noticia.php on line 47

Brasil evoluirá no saneamento a partir da ampliação da parceria entre o público e o privado, avalia a Aquafed

14/04/2016

Convidado pelo SINDCON (Sindicato Nacional das Concessionárias Privadas de Água e Esgoto) e pela ABCON (Associação Brasileira das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto), o senegalês Mamadou Dia, presidente da Aquafed, entidade internacional que reúne os operadores privados do saneamento, está no Brasil para participar do 6º Encontro Nacional das Águas, em São Paulo.

O dirigente acredita que, a exemplo do que aconteceu em outros países, o Brasil pode evoluir para uma maior participação da iniciativa privada na operação de serviços públicos de saneamento. Hoje, essa participação é de apenas 6% do mercado; na França, ela atinge 75%, Alemanha (40%) e nos    Estados Unidos são mais de 73 milhões de pessoas atendidas pelo segmento privado.

“A decisão sobre a forma como será prestado o serviço é sempre das autoridades públicas, mas a iniciativa privada pode contribuir muito na gestão e operação, sob vários modelos. E essa parceria se faz cada vez mais fundamental, uma vez que pelo menos 40% da população mundial ainda não possui acesso a sistemas sustentáveis de água e saneamento”, afirma Mamadou.

O presidente do SINDCON, Alexandre Ferreira Lopes, que recebeu a comitiva da Aquafed, acredita que chegou a hora de o Brasil assumir o saneamento como prioridade e direcionar mais investimentos para o setor. “A iniciativa privada possui hoje R$ 30,5 bilhões comprometidos em contratos no saneamento, mas podemos contribuir com mais. O Brasil não está conseguindo atingir a meta do Plano Nacional de Saneamento Básico, que é investir R$ 15,2 bilhões por ano no setor, e a participação da iniciativa privada seria fundamental para atingirmos esse patamar de investimento”, completa o dirigente.